Card principal do UFC 256: Figueiredo vs Moreno terá brasileiros em todas as lutas

felippe
11. dezembro 2020

Poucos lutadores podem falar que tiveram um 2020 tão bom quanto o do lutador brasileiro de MMA, Deiveson Figueiredo, mas para fechar o ano com chave de ouro, o Deus da Guerra, como é apelidado, ainda precisa se provar mais uma vez. Na noite deste sábado (12/12), ele coloca seu cinturão, do peso-mosca, contra Brandon Moreno, na luta principal UFC 256, que ainda terá outros seis brasileiros.

registre-se agora na rivalo com bonus R$ 777

Bônus de boas-vidas Rivalo é extra para apostar UFC

Antes de tudo, aproveite a promoção de boas-vindas que a casa te oferece. É o dobro de seu primeiro depósito (100%) até o valor de R$ 777,00 e é um dos maiores entre as casas do ramo de apostas online para os brasileiros. Clique agora e registre-se para aproveitar todas as promoções, neste fim de semana. Baixe o Rivalo app e aproveite tudo isso na palma da sua mão.

E em um card tão especial, que terá a participação de sete lutadores brasileiro, sendo o principal com representantes verde e amarelo em todas as lutas, nosso guia de informações irá ajudar a conhecer os lutadores.

Além de Deiveson, o país terá ainda Charles do Bronx, que encara Tony Ferguson pelo peso-leve; Renato Moicano, que enfrenta Rafael Fiziev na mesma divisão; Ronaldo Jacaré, que mede forças com Kevin Holland pelos médios; Júnior Cigano, que luta com Ciryl Gane pelo peso-pesado, e Mackenzie Dern e Virna Jandiroba, que duelam no peso-palha.

As cotações de apostas você ainda pode fazer pagamentos rivalo boleto.

Deiveson Figueiredo (1.28) vs Brandon Moreno (3.35)

E para falar do duelo principal do UFC 256 é preciso lembrar que ambos os lutadores subirão no octógono apenas 21 dias após terem lutado no UFC 255. Naquela ocasião, Deiveson venceu Alex Perez por finalização no 1º round, enquanto Moreno venceu Brandon Royval por nocaute técnico também no 1º round.

Ou seja, por terem tido desempenhos tão dominantes, ambos os lutadores não sofreram suspensão e por isso se enfrentarão na melhor forma e momento de suas respectivas carreiras. O brasileiro venceu seus cinco últimos compromissos no Octógono, sendo três por finalização e um por nocaute.

Enquanto o mexicano, que subiu para o 1º lugar no ranking da divisão após o mais recente triunfo, tem retrospecto de quatro vitórias e um empate em seus últimos cinco combates.

Tony Ferguson (1.56) vs Charles Oliveira (2.29)

E se a luta principal gera grande expectativa, o co-main event não fica por menos, com o super duelo entre o brasileiro Charles do Bronx e Tony Ferguson, que pode dar ao vencedor a chance de disputar o cinturão dos pesos leves.

Atual 6º colocado no ranking dos pesos-leve, Charles chega para o duelo embalado por sete vitórias consecutivas no Octógono, todas por nocaute ou finalização, sendo a mais recente sobre Kevin Lee no último mês de março.

Terceiro colocado na divisão, Ferguson, por sua vez, viu sua impressionante sequência de 12 triunfos seguidos chegar ao fim em seu último embate, quando foi superado por Justin Gaethje por nocaute técnico.

MacKenzie Dern (1.48) vs Virna Jandiroba (2.47)

Mackenzie Dern, que é filha de brasileiro sempre representou o Brasil fará a sua terceira luta em 2020, tendo vencido as duas primeiras, mas terá pela frente a baiana Virna Jandiroba que também está embalada por duas vitórias.

O duelo pode ser considerado um divisor de objetivos, já que a vencedora seguirá subindo na divisão.

Kevin Holland (1.93) vs Ronaldo Jacaré (1.78)

Já pelos pesos médios, o brasileiro Ronaldo Jacaré terá a dura missão de enfrentar o norte-americano Kevin Holland, em duelo para se manter entre os tops da categoria.

Holland soma quatro vitórias consecutivas no Octógono, todas já em 2020, sendo três por nocaute técnico. Enquanto Jacaré fará seu retorno aos médios após ser superado por Jan Blachowicz em embate pelos meio-pesados.

Junior Cigano (3.90) vs Ciryl Gane (1.21)

Em baixa na carreira, o brasileiro e ex-campeão dos pesados, Junior Cigano volta ao octógono em busca de encerrar essa má fase que atravessa.

Apesar de estar vindo de três derrotas seguidas por nocaute, Cigano não terá vida fácil já que encara o invicto lutador francês Ciryl Gané, que faz sua primeira luta em 2020.

Renato Moicano (2.20) vs Rafael Fiziev (1.60)

Por fim, mas já pelo card preliminar, Renato Moicano que estreou no peso-leve com uma vitória avassaladora sobre Damir Hadzovic, em apenas 44 segundos, encara o quirguiz Fiziev, que tem duas vitórias e uma derrota no Ultimate.

Veja as odds das lutas do card preliminar

Cub Swanson (2.25) x Daniel Pineda (1.57)
Billy Quarantillo (1.55) x Gavin Tucker (2.29)
Tecia Torres (1.15) x Sam Hughes (4.80)
Chase Hooper (1.27) x Peter Barrett (3.45)

Retorno de 25% em combinadas de pelo menos 5 seleções

A Rivalo oferece uma promo em que você recebe devoluções de até 25% adicionais nas apostas combinadas de pelo menos cinco seleções. Confira abaixo mais informações sobre a Combinada 25% extra.

Apesar de ser incomum e não recomendável fazer múltiplas com muitas seleções no MMA, no UFC 256 uma boa diversão é apostar que os brasileiros vencerão suas partidas.

Realizando uma aposta combinada contendo pelo menos cinco seleções, você receberá uma determinada porcentagem em bônus que serão pagos automaticamente a sua conta, juntamente com o seu retorno quando sua aposta vencedora fora finalizada completamente.

Veja como ganhar com a combinada Rivalo:

  • 5 a 9 seleções: 5%
  • 10 a 14 seleções: 10%
  • 15 a 19 seleções: 15%
  • 20 a 24 seleções: 20%
  • Mais de 25 seleções: 25%